Religiões

IJCSUD

Fundamentação cristão com características restauracionistas

Compartilhe

A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias (popularmente conhecida como A Igreja Mórmon  embora não seja um termo correto) é uma igreja de fundamentação cristã com características restauracionistas, e a maior denominação originária do Movimento dos Santos dos Últimos Dias. O nome oficial da igreja se refere a Jesus Cristo como seu líder e à conversão dos fiéis, ou santos, à igreja, na última dispensação — de onde surge a referência aos "últimos dias".. O termo "santos" é a mesma denominação usada na época de Jesus Cristo no Novo Testamento. A Igreja está sediada em Salt Lake City, nos Estados Unidos e estabeleceu congregações em todo o mundo. Em 2017, a Igreja relatou um pouco mais de 16,1 milhões de adeptos em todo o mundo. .Atualmente, se converte numa das maiores denominações religiosas cristãs no mundo, fazendo-se presente em cerca de 206 países e territórios dependentes. No Brasil, de acordo com estimativas dos registros da instituição religiosa, esta possui pouco mais de 1,2 milhão de adeptos, caracterizando-se no terceiro país em número de fiéis no mundo, atrás apenas dos Estados Unidos e México. 

Os adeptos, habitualmente referidos como Santos dos Últimos Dias ou mórmons, são cristãos restauracionistas e conservadores, e não se encaixam em nenhuma vertente do cristianismo atual. À semelhança de outras organizações restauracionistas, A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias adota o relato de que, após os eventos descritos no Novo Testamento, houve uma grande apostasia da verdadeira fé cristã e do sacerdócio, com esta verdadeira fé e sacerdócio tendo sido restaurados por Joseph Smith Jr., através da profecia e da visitação de Deus, O Pai Celestial, e Seu Filho Jesus Cristo, no início de 1820. Também é relatada a posterior visita de anjos e profetas bíblicos como sendo mensageiros celestiais. Assim, a Igreja afirma ser a única organização na Terra com autoridade para realizar ordenanças válidas (como o batismo e o sacramento), além de outras ordenanças já praticadas antigamente, que foram reveladas novamente por Deus por intermédio de Joseph Smith Jr., como o casamento eterno e o batismo vicário. 
Sob uma doutrina de contínua revelação, os Santos dos Últimos Dias acreditam que Jesus Cristo, sob a direção de Deus, o Pai, leva à igreja revelações sobre a sua vontade, dadas ao seu presidente, a quem os adeptos consideram como um moderno "Profeta, vidente e revelador". O presidente atual é Russell M. Nelson. Os membros individuais acreditam que eles também podem receber revelação pessoal de Deus na condução de suas vidas. O presidente lidera uma estrutura hierárquica com vários níveis, descendo até as congregações locais. Bispos são considerados os líderes de congregações locais. Os membros masculinos, depois de terem atingido os 12 anos de idade, podem ser ordenados para o sacerdócio, desde que eles estejam vivendo os padrões da igreja. As mulheres não ocupam posições dentro do sacerdócio, mas ocupam cargos de liderança na igreja em organizações auxiliares.
Tanto homens como mulheres podem servir como missionários, e a Igreja mantém um grande programa missionário de proselitismo religioso, além de realizar serviços humanitários em todo o mundo. Os membros fiéis devem aderir à leis sobre a pureza sexual, saúde, jejum e a observância do dia sagrado (para a igreja, o domingo). Além disso, a Igreja realiza ordenanças sagradas por meio do qual os aderentes fazem convênios com Deus, incluindo o batismo, a confirmação, o sacramento (comunhão santamente), investidura e casamento celestial (bênçãos matrimoniais que se estendem para além da mortalidade), todos dos quais são de grande importância para membros da Igreja.



Religiões e mais

Garanta já o seu Stand para 2019 use o formulário de contato

Iremos retornar com maiores informações,você pode usar nosso WhatsApp também.